Publicidade
Economia e Mercado

São Paulo cria mais 3 ‘unicórnios’ urbanos

Sergio Souza / Unsplash
Vista aérea da Vila Olímpia, bairro de São Paulo que concentra startups

Publicado em 13.02.2019, às 8:56 am

A consultoria CB Insights, especializada em acompanhar o desempenho de startups do mundo todo, listou as 50 empresas que devem passar a valer mais de US$ 1 bilhão neste ano e assim conquistarem o título de unicórnios. Três brasileiras baseadas em São Paulo aparecem na lista e se preparam para entrar para o grupo em que já figuram 99, PagSeguro e Nubank.

O curioso é que as três novatas listadas atuam no cenário urbano: duas em mobilidade e uma em mercado imobiliário. São elas: CargoX, Grow Mobility e QuintoAndar.

A CargoX, de transporte de carga, oferece um sistema semelhante ao dos apps que acionam motoristas pelo celular, só que, no caso dela, são motoristas de caminhão. O frete sai até 30% mais barato do que a tabela das transportadoras tradicionais. A startup já atraiu investimento de pesos pesados como Oscar Salazar, criador do Uber, e do banco Goldman Sachs.

Já a Grow Mobility é fruto da recém concluída fusão entre Yellow e Grin. A Yellow foi criada por Ariel Lambrecht e Renato Freitas, fundadores da 99, que se tornou unicórnio quando foi comprada pela gigante chinesa Didi Chuxing. A dupla se aliou ao ex-CEO da Caloi, Eduardo Musa, para implantar um sistema de bikes compartilhadas sem estação. Já a Grin operava patinetes elétricos no México, onde foi criada, além de Colômbia e Chile. Juntas, devem impulsionar as opções de micromobilidade em toda a América do Sul.

Outra startup prestes a valer US$ 1 bilhão é a Quinto Andar, que facilita a locação de apartamentos e casas ao eliminar burocracias e exigências, como a necessidade de fiador. Com isso, o tempo para fechar o contrato cai de 30 para 3 dias. A empresa, criada por Gabriel Braga e André Penha, triplicou de tamanho no ano passado e espera abocanhar uma fatia ainda maior do mercado de locação brasileiro, avaliado em R$ 200 bilhões.

Principais tags desta reportagem:








Publicidade
Outros destaques

Bitnami