*

Planejamento 14.06.2018 — 6:07 am

Como apoiar a causa da bicicleta e engajar pessoas?

O desafio de engajar pessoas e apoiar causas, especialmente a da bicicleta, foi o mote do painel “A importância do apoio à causa” (The importance of advocacy), realizado no Velo-City 2018 e parte do especial #EsquinaNoPedal.

A holandesa Loes Holtmaat, oficial de desenvolvimento da Federação Europeia de Ciclistas (EFC, na sigla em inglês) e responsável pelo Programa de Liderança da organização, iniciou o debate afirmando que esse tipo de atuação é um dos papéis mais interessantes da atualidade. Segundo Loes, a ECF valoriza projetos colaborativos e impulsiona voluntários locais, criando redes de relacionamento capazes de inspirar outras localidades e assim exercer influência em nível nacional.

A importância do apoio à causa / Velo-City 2018

😲AO VIVO 😲The importance of advocacy // A importância do apoio à causa, no Velo-City 2018, com Helen Faquinetti, Ryan Whitney, Peter Cox, Olivier Schneider e Loes Holmaat. #EsquinaNoPedal Leia nossa cobertura deste painel / Read our coverage: http://www.esquina.net.br/2018/06/14/experiencias-mostram-como-engajar-pessoas-em-uma-causa/Bio dos palestrantes: https://www.velo-city2018.rio/copia-speakers-2Itaú #issomudaomundo European Cyclists' Federation FUB

Publicado por Esquina: Conversas sobre cidades em Quarta-feira, 13 de junho de 2018

 

Helen Faquinetti, coordenadora de Relações Institucionais do Itaú e gerente de Cidadania Corporativa e Sustentabilidade, detalhou o que levou o banco a apoiar a causa das bicicletas e ofertar sistema de compartilhamento. “A resiliência do nosso negócio passa por cidades resilientes, e mobilidade é uma questão fundamental na resiliência urbana”, resume. Além das bicicletas compartilhadas, o banco investe na conscientização da população, que inclui o apoio à causa (advocacy). Segundo Helen, esse trabalho contribuiu para a pluralidade de ideias, a inserção de novas pautas na sociedade e decisões mais bem tomadas pelos governos, além de estimular a transparência e uma gestão pública mais eficiente e transversal.

Nesse contexto, Helen ressalta a importância da mídia. “Os desafios que estão colocados para a mídia é ser mais apartidária, isenta, crítica, independente e coerente, para apoiar o advocacy como fonte de informação e agente de divulgação, instrumento de promoção de debates, ser mecanismo de combate à fake news por meio da difusão de conteúdos confiáveis e ser um instrumento de pressão, que ajuda a construir narrativas, que ajuda a formar a opinião pública e ser meio de mobilização”, afirma.

Felix Lima

Helen Faquinetti no Velo-City 2018 / Foto Alex Lima

 

LEIA TAMBÉM:

Principal evento de ciclismo do mundo, Velo-city começa no Rio

+ Confira as mesas transmitidas ao vivo do Velo-city

+ A escola é o principal motivo para crianças pedalarem

+ Quais as diferenças na infraestrutura de cidades ricas e pobres?

Professor da Universidade de Chester, no Reino Unido, Peter Cox fez uma provocação definindo ciclismo. Para ele, são ideias trazidas de diferentes maneiras, por diferentes pessoas, cujo significado não está encerrado. “Ficamos obcecados sobre o que é em vez de pensar sobre o que poderia ser”, diz, convidando a todos a estarem abertos à reflexão e à diversidade. “Pesquisar não é apenas catalogar, mas entender. Precisamos teorizar, isso não deve ser temido. E então perguntar: por que isso está acontecendo, e entender o significado de cada informação”, afirma.

Esquina

Peter Cox no Velo-City 2018 / Foto Felix Lima

Ryan Whitney, da Universidade de Toronto, ressaltou que as cidades são muito diferentes, assim como os bairros. “Muitas cidades canadenses são voltadas ao ciclismo, mas cidades menores sofrem com falta de infraestrutura. Então queremos fazer pesquisas que sirvam de ponto de partida para essas iniciativas”, explicou.

Esquina

Olivier Schneider no Velo-City 2018 / Foto Felix Lima

 

Olivier Schneider, da Federação Francesa de Ciclismo, deu cinco dicas para fomentar o apoio a uma causa: conhecer todo mundo, preparar-se para cada reunião com cada pessoa de maneira diferente, ser facilmente identificável, ter aliados e aproximar-se de pessoas que um dia podem ser tomadores de decisão. Para colocar a estratégia em prática, buscaram planos de ciclismo genuínos, estruturados e financiados e a replicar bons modelos. “Nós éramos ‘outsiders’ e queríamos nos tornar ‘insiders’”, resume.

O Velo-City é o principal evento sobre bicicletas do mundo e acontece no Rio de Janeiro entre 12 e 15 de junho, no Píer Mauá, com patrocínio do Itaú-Unibanco.

#EsquinaNoPedal
Acompanhe nossa cobertura completa sobre o Velo-City 2018

Tags:, , , , , , , ,

Bitnami